São Bernardo abre escolas para vacinação contra Febre Amarela e adia início das aulas


 

ABCD - 30/01/2018 - 17:47:32

 

São Bernardo abre escolas para vacinação contra Febre Amarela e adia início das aulas

São Bernardo abre escolas para vacinação contra Febre Amarela e adia início das aulas

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Gabriel Inamine / PMSBC

 

Coletiva adiando inicio das aulas e incluindo as EMEBs na campanha de vacinação contra a febre amarela

Coletiva adiando inicio das aulas e incluindo as EMEBs na campanha de vacinação contra a febre amarela


Com objetivo de atingir a meta de aplicação de 707 mil doses da vacina contra a Febre Amarela disponíveis no município, a Prefeitura de São Bernardo anunciou nesta terça-feira (30/01) que vai inserir mais de 100 escolas municipais na campanha de vacinação, entre a próxima segunda-feira (05/02) e o dia 09/02, das 9h às 16h. A ação será reforçada por meio do engajamento de funcionários da Prefeitura, que atuarão na campanha de conscientização sobre a importância da vacina.

A formalização do plano foi exposta pelo prefeito Orlando Morando em coletiva de imprensa, depois que os três primeiros dias de vacinação registraram baixa adesão – apenas 65% da meta foi atingida. Foram vacinadas neste período 79.831 pessoas, enquanto o público inicialmente estipulado foi de 105 mil. Desde o dia 25, o município tem atuado de forma incisiva na divulgação da importância da imunização contra a Febre Amarela, ampliando a oferta do procedimento para todas as suas 34 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), das 7h às 17h. 

“O empenho da Prefeitura é pelo maior alcance de imunização. Desde o início, estamos trabalhando para uma grande campanha de proteção ao vírus. Assim, vamos inserir as escolas, aumento a capilaridade e o alcance da campanha à população de todos os bairros da cidade”, detalhou o prefeito Orlando Morando. Com o plano, o início das aulas na rede municipal será prorrogado do dia 05/02 para o 17/02. 

Entretanto, a secretária de Educação, Suzana Dechechi, explicou que essa pausa não irá afetar o ano letivo dos alunos. “O ano letivo de 200 dias será respeitado, conforte exige a lei, sem qualquer prejuízo para os alunos.”, explicou. 

Já o secretário de Saúde, aproveitou a oportunidade para expor a preocupação da Prefeitura em não desabastecer o hemocentro do município. “As pessoas que são vacinadas têm que ficar 30 dias sem doar sangue. Por isso, a Prefeitura montou um centro de vacinação dentro da Colsan. As pessoas que efetuarem a vacinação serão imunizadas logo em seguida”, explicou Reple.

“O que precisamos colocar em prática é um plano de emergência e de atuação imediata. No entanto, não vamos deixar desamparado o lado da Educação, extremamente importante em nossa linha de trabalho. Apenas estamos priorizando uma situação de gravidade pelo nosso Estado e País”, finalizou Morando.

 



;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Novo edital do Mais Médicos é publicado no Diário Oficial


OTrim está ativo no seu SSD do Windows 10?


Médicos formados no exterior tentam validar diploma no Brasil


Exposição em São Paulo reúne fotografias de cenas da região da Luz


Gleisi Hoffmann, em "ato falho", entrega quem é proprietário do sítio de Atibaia


Em reação à nova equipe econômica, dólar cai e Bovespa sobe