Gleisi Hoffmann, em "ato falho", entrega quem é proprietário do sítio de Atibaia


 

Politica - 17/11/2018 - 05:52:19

 

Gleisi Hoffmann, em "ato falho", entrega quem é proprietário do sítio de Atibaia

Gleisi Hoffmann, em "ato falho", entrega quem é proprietário do sítio de Atibaia

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Esta semana, a senadora foi traída pela própria língua durante discurso na tribuna do Senado.

Esta semana, a senadora foi traída pela própria língua durante discurso na tribuna do Senado.


A grande discussão em torno do fato se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é, ou não, o proprietário do sítio Santa Bárbara em Atibaia, no interior do Estado de São Paulo, é desnecessária para o veredito no processo que investiga a execução de obras naquela propriedade com dinheiro proveniente de propina de contratos com a Petrobras. Isto ficou claro com as declarações em juízo de Léo Pinheiro, quem financiou a orba, e de outras testemunhas que trabalharam na obra.

O mais importante, entretanto, é saber se Lula foi o "beneficiário" de tais obras. Se a tal propina, oriunda de contratos com a Petrobras, era dirigida ao ex-presidente petista.

"Quanto a isso não parece haver nenhuma dúvida. O meliante petista fatalmente vai amargar mais uma condenação", disse um especialista em direito penal.

Contudo, o “ato falho” praticado pela presidente do PT, Gelisi Hoffmann, é cruel. Esta semana, a senadora foi traída pela própria língua.

Tentando explicar o inexplicável, na tribuna do senado, "admitiu" ser o sítio do ex-presidente.

Notem como ela "escorrega" e entrega quem é o verdadeiro proprietário do sítio de Atibaia no vídeo no final da matéria.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Justificativa eleitoral pode ser feita pela internet


Vagas do Mais Médicos são reabertas


Maioria do TSE rejeita ação do PT contra Bolsonaro


Conselho de Ética arquiva representação contra deputados petistas


Onyx apresenta lista dos 22 ministérios do governo Bolsonaro


Receita e PF apreendem mais de 285 kg de cocaína no Porto de Santos